Cláudia Clemente

Claudia Clemente nasceu no Porto em 1970. Licenciou-se em Arquitectura na F.A.U.P. e estudou Cinema em Barcelona e Lisboa. Divide o seu trabalho principal pela escrita, a fotografia e a realização cinematográfica, entre a ficção e os documentários. Publicou três livros de contos (O caderno negro, A fábrica da noite e A preto e Branco) a peça Londres, vencedora do Grande Prémio de Teatro S.P.A./Teatro Aberto 2011 e o romance A casa azul – finalista do Prémio Livro do Ano Time Out e do Prémio Literário Casino da Póvoa /Correntes d’Escritas 2016. Adaptado a telefilme, foi premiado como Melhor Argumento Adaptado no Festival Caminhos do Cinema Português 2017.

Expõe individualmente desde 2014 o seu trabalho fotográfico.

Cláudia Clemente

Claudia Clemente nasceu no Porto em 1970. Licenciou-se em Arquitectura na F.A.U.P. e estudou Cinema em Barcelona e Lisboa. Divide o seu trabalho principal pela escrita, a fotografia e a realização cinematográfica, entre a ficção e os documentários. Publicou três livros de contos (O caderno negro, A fábrica da noite e A preto e Branco) a peça Londres, vencedora do Grande Prémio de Teatro S.P.A./Teatro Aberto 2011 e o romance A casa azul – finalista do Prémio Livro do Ano Time Out e do Prémio Literário Casino da Póvoa /Correntes d’Escritas 2016. Adaptado a telefilme, foi premiado como Melhor Argumento Adaptado no Festival Caminhos do Cinema Português 2017.

Expõe individualmente desde 2014 o seu trabalho fotográfico.

FILMOGRAFIA

O dia em que as cartas pararam

Blind Date

O Retrato

A Casa Azul

Reproduzir vídeo

A Mulher Morena

SNU

A fabrica

A Fabrica

&etc